Último adeus: corpo de Orlando Tapajós será levado em cortejo no circuito Campo Grande

0
219

Da Redação
redacao@correio24horas.com.br

 

O último adeus do construtor de trios Orlando Tapajós será no mesmo local onde ele construiu seu nome e marcou a história do Carnaval de Salvador: no circuito Campo Grande. Responsável por trios icônicos como a Caetanave, Seu Orlando morreu na madrugada deste domingo (17). Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Teresa de Lisieux, no Itaigara, desde segunda-feira (11), quando sofreu um infarto.

O corpo do carnavalesco será velado no Palácio do Rio Branco neste domingo, a partir das 11h, em cerimônia restrita à família e aos amigos. A partir das 17h, será aberto ao público, fechando à noite. Mas é na segunda-feira (18), que será feita a grande homenagem ao legado de Seu Orlando, de acordo com o presidente da Associação Baiana de Trios Independentes (ABTI), Paulo Leal.

Primeiro, o velório será reaberto no Palácio do Rio Branco, entre 8h e 11h. Depois, o corpo será levado, em cortejo que seguirá do Corpo de Bombeiros descendo em direção à Praça Castro Alves, dando a volta na Casa D’Itália e retornando para a praça. Na Castro Alves, será feita homenagem pelos trios elétricos. O sepultamento acontecerá no cemitério Jardim da Saudade, às 14h.

A informação da morte do construtor de trios foi confirmada logo nas primeiras horas da manhã deste domingo por Paulo Leal. “A ABTI e toda comunidade carnavalesca está de luto e lamenta profundamente a perda do grande carnavalesco e ícone da história da Bahia e do Brasil. Estamos auxiliando a família em todos os procedimentos para o sepultamento e, em breve, informaremos o horário e local“, disse Leal, em nota divulgada pela assessoria do Conselho Municipal do Carnaval (Comcar).

Além de ter sofrido um infarto, Seu Orlando estava com um quadro de infecção urinária, como explicou o filho dele, Orlandinho Tapajós, ao CORREIO, na quarta-feira (13). Já neste domingo, o neto do construtor de trios, Neto Tapajós, divulgou um texto em homenagem ao avô. Na mensagem, ele agradece ao avô por ter ensinado o que é “ser um Tapajós”.

Confira o texto na íntegra
“Hoje o meu dia está acabando de forma triste, mas consciente da luta, coragem e persistência deste guerreiro em viver. Jamais esquecerei a última lição que meu avô me ensinou, ainda no leito hospitalar: NUNCA DESISTA DE NADA E NEM DE NINGUÉM.
É de forma alegre que eu, o seu neto mais velho, sempre irei lembrar do senhor. Sendo sinônimo de carnaval, sendo um guerreiro, que falece hoje acreditando na vida, enfim sendo perseverante em tudo. Todas as suas conquistas são as nossas próprias conquistas meu carequinha.
Meu avô Orlando Tapajós, obrigado por tudo. Obrigado por ter me ensinado de forma simples o que é ser um “Tapajós”, pois o “Tapajós” sempre foi e continuará sendo apenas o senhor. Engraçado que sempre me perguntam no meu meio profissional: “Neto, como você consegue isso?”, “Neto, você não desiste por quê?” Etc etc… Pois bem, daí vem o alicerce da força e determinação da Família Tapajós.
A foto postada foi tirada no Carnaval 2018 e agora ele fica imortalizada como um dos últimos momentos de um dos maiores Carnavalescos que este Brasil já teve, agora o saudoso ORLANDO TAPAJÓS! Fisicamente morre a última lenda viva da verdadeira história do Carnaval da Bahia, mas o seu legado está perpetuado, quem conhece a história do Trio Elétrico, sabe a que me refiro. Um homem que nunca largou o Carnaval da Bahia mesmo quando largaram ele.
Vai com Deus meu careca, Vai com Deus meu velho. Te Amo… te amarei sempre!
#LUTO”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here