Polícia Federal indicia presidente Michel Temer por corrupção

0
53

A Polícia Federal indiciou na tarde desta terça-feira (16) o presidente Michel Temer (MDB) e outros 15 pessoas por corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro, no inquérito dos Portos. O inquérito investiga se o presidente da República editou um decreto para beneficiar empresas do porto de Santos. O relatório final da investigação foi entregue hoje ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro chegou a prorrogar a conclusão do inquérito por quatro vezes.

O inquérito dos Portos investiga pagamentos de propina a agentes políticos após a delação de executivos do Grupo J&F. Também foram indiciados a filha do presidente, Maristela Temer e o ex-assessor dele, Rodrigo Rocha Loures. Barroso deve encaminhar o inquérito para a Procuradoria Geral da República. A PGR tem até 15 dias para se pronunciar.

Em nota, o Palácio do Planalto Não informou que não teve acesso ao relatório da PF e por isso, não iria se pronunciar sobre o caso.

A suspeita de que Michel Temer recebe propina de empresas que atuam no porto de Santos é investigada desde 2004. Foi nesse ano que a Polícia Federal instaurou um inquérito para apurar acusações feitas pela estudante Erika Santos, que fora casada com um ex-presidente da Codesp, a estatal que administra o porto, chamado Marcelo de Azeredo. Erika dizia que o Azeredo tinha como padrinho político o então deputado federal, Michel Temer, e comandava um esquema de suborno no porto. Ele presidiu a estatal entre 1995 e 1998, no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso.

O coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, que foi preso nesta quinta (29) pela PF, era citado como um dos auxiliares de Temer que participavam do esquema. Documentos entregues por Erika à Polícia Federal citavam o nome de Lima e as iniciais do nome do presidente (MT). Ela dizia que encontrou os papéis entre os pertences do ex-marido. Uma das planilhas dizia o seguinte: “Lima quer participação para MT, MA e L em torno de 20%”. MA, de acordo com a PF, seria Marcelo de Azeredo, o ex-presidente da estatal que manda no porto, e L, o coronel Lima.

Veja a lista dos indiciados pela PF:

1. Michel Miguel Elias Temer Lulia

2. Rodrigo Santos da Rocha Loures
3. Antônio Celso Grecco

4. Ricardo Conrado Mesquita

5. Gonçalo Borges Torrealba

6. João Baptista Lima Filho

7. Maria Rita Fratezi

8. Carlos Alberto Costa

9. Carlos Alberto Costa Filho

10. Almir Martins Ferreira

11. Maristela de Toledo Temer Lulia”

Fonte: Bocão News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here