Em tarde chuvosa, Vitória empata depois de sofrer virada nos minutos finais

0
47

Num domingo de tarde chuvosa e com emoção nos minutos finais, Vitória e Corinthians empatam por 2 a 2. Resultado que refletiu o que foi o jogo, com chances para ambas as equipes. Com o empate, nenhuma das equipes conseguem desgarrar da zona de rebaixamento.

O jogo

Como era esperado, a equipe do Vitória iniciou as ações ofensivas do jogo, porém, o time do técnico Jair Ventura, tentou obter também a posse da bola mas, sem um centroavante de ofício, só haviam muitos toques e nenhuma objetividade. A partida estava truncada, até que aos sete minutos do primeiro tempo, Erick recebeu na esquerda e chutou cruzado para defesa tranquila de Cássio. Na jogada seguinte, o camisa 11 mais uma vez entrou na área e com outro arremate, fez com que o goleiro corintiano tivesse mais trabalho na defesa, no rebote o time baiano recuperou a posse e o atacante do Vitória que já estava impossível no momento, dominou a bola e rolou com açúcar para Rhayner chutar da entrada da área, no canto do goleiro Cássio, que nada pode fazer. 1 a 0 para o Rubro-negro. O meia foi uma aposta do treinador do Vitória, que declarou ser muito fã do estilo de jogo do atleta.

O Corinthians tentou reagir ao placar adverso, mas, o time de Carpegiani, bem montado na zaga, afastou o perigo com o retorno do bom zagueiro Lucas Ribeiro que desfalcou a equipe no último jogo por estar servindo a Seleção Brasileira sub-20.

Aos 20 minutos do primeiro tempo, o Rubro-negro chegou novamente a meta corintiana, desta vez com Lucas Fernandes que arrematou de direita e a bola desviada pela zaga, passou com perigo próxima a trave direita do gol de Cássio.

Após esfriar o jogo, sem chegar com grande efetividade ao ataque, o Vitória foi punido com o gol de empate do Corinthians. Danilo Avelar recebeu de Romero na esquerda e cruzou na medida para Jadson que sem deixar a bola cair, deu um lindo chute que fez a bola morrer no ângulo do canto esquerdo do goleiro Ronaldo. Golaço.

O primeiro cartão amarelo foi sair aos 34, com o zagueiro Lucas Ribeiro por falta no jogador Pedrinho.

A partida passou a ser mais movimentada ao final da etapa inicial, com Erick que foi fominha e acabou chutando para mais uma defesa de Cássio e com Danilo Avelar que de cabeça, após escanteio, fez com que a bola passasse raspando o gol do goleiro Ronaldo.

A equipe paulista passou a ser mais incisiva nas jogadas de ataque e dominou as ações no meio de campo até o apito do árbitro encerrando o primeiro tempo.

O segundo tempo já iniciou com falta, devido ao campo pesado pela chuva que caiu o dia todo em Salvador. Logo aos dois minutos, um lance de pênalti não marcado, gerou reclamações por parte dos Rubro-negros. Danilo Avelar, aparentemente, derrubou Arouca na área.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here