Número de mortos em acidente na BR-116 chega a seis

0
106

Mais uma pessoa morreu em decorrência do acidente entre uma carreta e um ônibus escolar na manhã de domingo (25), no KM 382 da BR-116, nas imediações de Santa Bárbara, no Centro-Norte da Bahia. A sexta vítima fatal, o maestro Marcos da Silva Brito, morreu na manhã desta segunda-feira (26).

A informação foi confirmada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). De acordo com a pasta, Marcos estava internado no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), em Feira de Santana. À Sesab, o Departamento de Polícia Técnica (DPT), informou que, das seis mortes, três ocorreram no local do acidente. Além da vítima que morreu em Feira, duas não resistiram ao dar entrada no Hospital Municipal de Santa Bárbara.

O ônibus escolar, onde estavam cinco dos seis mortos, transportava músicos da fanfarra do Educandário Oliveira Brito, escola de Euclides da Cunha, cidade no nordeste baiano. Ele seguia para a cidade de Antônio Cardoso, onde ia acontecer um concurso de fanfarras. O evento foi cancelado após o acidente. O motorista da carreta também morreu. Mais de 20 pessoas que estavam no ônibus escolar ficaram feridas e foram socorridas para hospitais da região.

Em nota divulgada em seu perfil no Facebook, a direção e o corpo docente do Educandário Oliveira Brito disseram estar “em estado de choque e estarrecidos”. Segundo a nota, cinco das vítimas eram integrantes da fanfarra. Desse total, quatro eram ex-estudantes da escola, que permaneceram na fanfarra após concluírem os estudos.

“Rafael, Rodrigo, Jeferson e Fernando, alunos egressos que dedicavam um pouco de seu preciso tempo para colaborar com a fanfarra, que eles tanto amavam”, dizem.

Além disso, o maestro Marcos é citado no texto como servidor da unidade e como alguém que teria dedicado boa parte de sua vida ao grupo musical.

As aulas na instituição foram suspensas nesta segunda e na terça-feira (27), em virtude do acidente. As atividades serão retomadas na quarta-feira (28).

Caminhão
Procurada pelo CORREIO, a empresa Umaflex, que tem sede em Umuarama (Paraná), informou que não era a dona do caminhão envolvido na tragédia. O veículo (placa BWS-6890) pertenceria à empresa Vinicius de Melo Daniel ME, que foi contratada para transportar produtos da Umaflex.

A empresa paranaense declarou estar “consternada” com o acidente. “Cientes disso, formalizamos aqui que todos os devidos esclarecimentos envolvendo este trágico acontecimento deverão ser realizados pela empresa Vinicius de Melo Daniel ME, responsável pela prestação do serviço de transporte envolvendo o veículo placa BWS-6890 pertencente a mesma. Por fim, a companhia que lamenta e se solidariza com todos os familiares e amigos das vítimas, informa que está acompanhando e colaborando com as autoridades para a elucidação do acontecido”.

De acordo com a Sesab, o hospital municipal de Santa Bárbara registrou seis atendimentos. “No que se refere aos hospitais estaduais, dos 18 pacientes atendidos no HGCA, seis receberam alta, 11 permanecem internados e um evoluiu para óbito, número já contabilizado no total de mortos. O Hospital Estadual da Criança (HEC), também localizado em Feira de Santana, atendeu quatro vítimas do acidente e três já receberam alta, restando um paciente internado”, completam.

Fonte: Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here