Ser pai de autista: ações e parcerias que fizeram e fazem a diferença!

69
1611

Antes de qualquer coisa é preciso deixar claro que o mais importante é o fato de ser pai. Seja de quem seja e independente das particularidades que por ventura seu filho venha a ter. A noção de paternidade traz no conceito uma ideia de infinito amor, portanto dá elementos fundamentais para que alguns percalços sejam superados.

Eu tenho três filhos: o mais velho com 15 anos, menino maravilhoso que por ter Síndrome de Asperger (um espectro autista) exige que tenhamos também cuidados especiais. O mais novo, minha pimenta, 7 anos e é (pelo menos não foi ainda avaliado) uma criança típica (usei o termo típica pois entendo que todos são normais, apenas com particularidades). E o filho do meio, com 10 anos que é uma criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Meu secundogênito foi diagnosticado com autismo, em Salvador, aos 2 anos de idade. É de conhecimento comum que o diagnóstico não é fechado (“não se bate o martelo”) até a criança completar 7anos. Todavia os indícios eram muito fortes e o diagnóstico acabou se concretizando. O fato que serviu para chamar minha atenção e da mãe dele foi o que mais tarde descobrimos se tratar de estereotipias (ações repetidas, movimentos repetidos), fato que nos fez ir à escola e questionar à professora se ela havia percebido algo e a indicação foi que sim. Depois de uma orientação da pediatra partimos para fazer a avaliação, processo intenso, caro e desgastante, pois não ficou apenas na questão psicológica ou neurológica, mas também foram feitos muitos exames laboratoriais onde necessitou, inclusive, da coleta de muito sangue.

Identificação positiva: passamos a levá-lo nas terapias. Fazia três toda semana: psicóloga, fonoaudióloga e a terapeuta ocupacional. Os resultados das ações terapêuticas foram sensivelmente visíveis, pois a fala se desenvolveu muito a partir da ação da “fono”, bem como os resultados das ações desenvolvidas pela Terapeuta Ocupacional. Nos primeiros anos essas ações foram relevantes com resultados importantes para a socialização do garoto, para a interação com os irmãos dentro casa no que tange às brincadeirasbem como no convívio em geral. Porém, a psicóloga (a segunda que ele teve) que também é psicopedagoga, teve uma participação essencial para dar funcionalidade a uma série aprendizados que estavam soltos na cabeça dele. Reiterou nele a importância da leitura, da escrita e da rotina.

Contudo, o melhor trabalho no desenvolvimento das potencialidades de meu garoto sapeca foi e ainda é feito pela mãe dele, pois o autismo tem uma parcela muito grande no social e, o indivíduo que recebe boas estimulações pode obter excelentes resultados, ou seja, mesmo que a escola e as terapias sejam muito boas, a família tem um papel crucial no desenvolvimento da criança. Tanto eu quanto a mãe além de buscarmos leituras especializadas no assunto, buscamos regularmente participar de formações na área, pois só com conhecimento, disposição e muito amor, será possível dar um futuro melhor para nossa(s) criança(s).

Por fim falar sobre ser pai de autista, me faz voltar ao início do texto quando destaquei que faz parte do pacote da paternidade o amor e nesse amor está embutida a força necessária para buscar a solução de alguns pontos. Eu afirmo categoricamente que meu guri me deu muito mais coisas positivas e relevantes do que eu dei a ele. Depois de um susto inicial, veio de dentro de mim um desejo de proporcionar a ele tudo que fosse necessário para que obtivesse evolução, progresso e autonomia. Nesse panorama vieram as leituras e em seguida o desejo de saber mais, me informar mais e de me graduar mais. Hoje eu costumo dizer que esse ser maravilhoso deu um sentido, um norte para minha vida. Por isso eu posso dizer que ser pais de autista, ou melhor, ser pai desse filho (de todos na verdade), é ser um pai feliz.

Kleber Ferreira Monteiro

– Especialista em Mídias nessa Educação pela Universidade Estádio do Sudoeste da Bahia – UESB;

– Licenciado em História pela Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS;

-Técnico em Administração pelo Centro Educacional Senhora de Nazaré;

– Professor Efetivo da Secretaria da Educação da Bahia – SEC, lotado no Colégio Estadual Professor Carlos Valadares – CEPCV

 

69 Comentários

  1. Sei como é conviver com esses seres humanos especiais, pois tenho uma experiência com um que adotei como filho e que até hoje me surpreende com seu amor e carinho. Assim como sei do grande pai, ser humano e apaixonado pela vida que você é. Somente um cara como você para ter essa sensibilidade e dedicação. Parabéns meu irmão. Distante fisicamente mas sempre no coração. Sou seu fã

  2. Como o autor disse “faz parte do pacote da paternidade o amor e nesse amor está embutida a força necessária para buscar a solução de alguns pontos. ‘
    Esses anjos vieram para nós melhorar .Os autistas como as outras especialidades são Como falam’ difetentes’ Sim!São anjos de luz.

  3. simplesmente espetacular. conheço a “luta” de vocês, com muito amor e dedicação. são 3 figuraças que não em como você não amar…. Vou parar pra não chorar, se bem que seria de satisfação pelo sucesso de vocês.
    sou meio suspeito mas essa é a pura verdade.. amo-vos (existe prós?)
    beijos pra todos

  4. Meu querido, seu texto e sua trajetória como colega e principalmente como pai revelam o melhor que existe dentro de você: muito amor. Seus filhos são abençoados e com certeza serão homens extraordinários. Você mora no meu coração.

  5. Excelente texto! Chama a atenção para a importância crucial da família não ter receio de assumir o problema/deficiência que seu filho tenha – o primeiro passo para uma vida saudável e desenvolvimento dessa criança e, do acompanhamento familiar que todas as crianças necessitam, em especial os que apresentam alguma síndrome e deficiência intelectual.

  6. Super Pai e Professor. Acompanho sempre o pedal em família e toda a dedicação que você tem com os seus três filhos. Parabéns e um forte abraço.

  7. O papel de pais de crianças especiais os colocam também numa posição especial.
    Nessa árdua e exaustiva missão, temos que enaltecê-los pela dedicação e força de vontade com que desempenham esse papel abençoador. É um orgulho muito grande ser primo de Kleber Monteiro. Parabéns meu amado, que Deus continue auxiliando-os nessa jornada grandiosa e abençoada pelo nosso Pai Celestial!

  8. Quanta emoção ao ver tamanha sensibilidade de um PAI primeiramente e de um pai de filhos que necessitam de um amor especial… Com certeza eles vêm para nos ensinar o AMOR, a PACIÊNCIA, a HUMANIDADE. Não haveria lugar melhor para os três nascerem…não teriam pais melhores que vcs… Há mais de duas décadas Deus idealizou esse lar…e vcs estão de parabéns pela extraordinária dedicação aos meninos; sei que é dificil e imagino os desafios que enfrentam. Parabéns!!!

  9. Texto fantástico do professor Kleber!
    Uma verdadeira declaração de amor, carinho, dedicação e respeito.
    Parabéns Kleber, você é um exemplo a ser seguido, um belo modelo de pai!
    Emocionante!

  10. Excelente texto , Kleber! Tive o enorme prazer de conhecer você e sua família. Você tem minha admiração e respeito.Parabéns pela força e por não medir esforços para garantir melhorias na qualidade de vida dos seus filhos. Obrigada por permitir que fizesse parte dessa caminhada…
    Parabéns, beijos em João

  11. Belo texto, que vem cheio de humanidade e boas informações sobre o universo maravilhoso da mente humana. Eu gostei muito dessa leitura, e as informações ficam melhor ainda por ser o relatado não de um “entendedor técnico” do assunto, mas por quem vive paternalmente envolvido com tal situação, que compreende e enfatiza a importância das práticas terapêuticas, as melhorias sociais que elas proporcionam; porém o relato se torna ainda mais importante quando eleva o papel dos cuidados da família direcionados a crianças que vivem em algum dos espectros do autismo, salientando que amor, estudo e cuidado são peças fundamentais para o desenvolvimento das nossas crianças, e também que elas nos entregam muita felicidade e desejo de também evoluir.

  12. Nos tornamos Pais, no momento em que seguramos nossas crias no colo pela primeira vez. É um caldeirão de sentimentos tão intensos que dificilmente conseguimos descrever apenas com palavras… É Amor… o Amor de uma forma que nunca sonhamos que jamais existisse algo sequer semelhante. Nos tornamos seres humanos melhores por eles e para eles. Passamos a compreender melhor os nossos Pais, nos questionamos, se estamos desempenhando bem o nosso papel de Pais e nos comparamos e nos aconselhamos com a nossa referência os nossos Pais…enfim… Amor…seu texto nos inspira e descreve o seu Amor e toda sua Gratidão por ser Pai de 3 Príncipes!!

  13. Grande Kleber exemplo de pai!
    Suas palavras inspiram e transmitem tudo aquilo que se deve ser em família.
    Parabéns meu amigo!

  14. Parabéns, pelo texto!! De uma lucidez e sensibilidade, tocantes!!
    Parabéns também, pelo lindo exemplo de pais e de família, que vocês formam!!
    Forte abraço

  15. Parabéns Kleber! O texto suavemente escrito é uma mensagem de amor, de compreensão e de esperanças. É ver um outro lado de maneira encantadora sem desconsiderar suas dificuldades. É verdadeiro, é possível e é real!

  16. Emocionante seu texto Kleber!! Parabéns por ser um grande pai para os seus filhos!! Tenho certeza que o exemplo de homem e ser humano que você está deixando para eles fará diferença em suas vidas!

  17. Kleber meu amigo de infância que sempre teve em si um carisma e amizade verdadeira. Sua jornada com seus meninos é linda de viver e ao mesmo tempo sofrida pelas dificuldades que enfrentou no caminho.
    Parabéns pela dedicação e aprendizado com seus meninos.

  18. Querido amigo, adorei seu texto, nele fica claro a necessidade de existir centros especializados no município para que vc se seus filhos não precisem se deslocar toda semana para ter tratamento individualizado com especialistas. Outra importante ação é o treinamento dos professores de uma mamadeira geral para lidar com as especificidades dos alunos. Bjo!

  19. Que depoimento sensacional! Apenas alguém com um coração verdadeiramente aberto para dedicar seu tempo/amor aos seus filhos é capaz de falar com tanta propriedade sobre eles! E eu tenho absoluta certeza que eles serão plenamente desenvolvidos, explorando todas as suas potencialidades, exatamente por causa desse envolvimento de vocês. Parabéns!

  20. Linda narrativa Kleber.Uma declaração de amor e ao mesmo tempo um norte para pais q vivem algo parecido.Ser pai ou mãe de uma criança com alguma necessidade especial faz desses pais pessoas especiais e vc além de especial ainda relata q é um pai feliz.Muito lindo isso. Você é um privilegiado tbem porque pôde e buscou conhecimento de causa Trabalho em escola pública com pessoas carentes q por não ver o devido conhecimento nega a situação o q dificulta o progresso e a autonomia dessas crianças.Esse tema é tão vasto e rico…

  21. É um depoimento que contribui muito num momento em que politicas publicas para area tem sido combatido por quem deveria estar no protagonismo do processo de inclusão. O debate é altamente necessário e combate preconceitos e nos leva ao direcionamento de soluções.

  22. Conheço Klebinho e Simon, como carinhosamente são chamados desde sempre, dease os idos de 1994, companheiros que somos de faculdade, de vida, música e afetos. Quando leio o depoimento dele, me lembro de um encontro nosso justo nesse processo de “descoberta”. Posso dizer que ali, ainda no início, havia o susto, nas havia coragem, amor e companheirismo. Eles tem filhos lindos, turbinados com um fermento especial (ô povo grande kkkk), felizes, que pedalam juntos e que se amam e se respeitam. Que esse depoimento ajude a criar uma rede de solidariedade e afetos. Amo vocês!

  23. Que emocionante relato. O amor é sempre maior. Parabéns pela família abençoada que estas crianças tem. Belo exemplo de dedicação e carinho.

  24. Parabéns Kléber pelo seu lindo depoimento! Na qualidade de sua colega e amiga dos temos de graduação posso afirmar que você só pode ser um pai tão especial quanto seus filhos e eles são uns garotos de muita sorte. Tenho visto pelas redes sociais algumas experiências bem interessantes com crianças artistas a exemplo da interação com animais, cães, cavalos, cada um mais lindo e emocionante que o outro! No nosso fazer diário em sala de aula também lidamos com crianças e adolescentes autistas e nos preocupamos em fazer o melhor, tanto nos aspectos pedagógicos quanto emocional. Ganhar a confiança e o carinho desses meninos é o nosso maior prêmio, afinal quem não constrói lá no seu íntimo o seu próprio mundo, tão difícil, por vezes até impossível de ser compartilhado ou compreendido por aqueles que estão ao nosso redor, não é mesmo? Um beijo no seu coração, meu amigo!

  25. Excelente explanação Kléber!!
    Esse relato mostra perfeitamente que o amor transforma as pessoas e às impulsiona a buscar mecanismos para tornar melhor a vida do próximo, através da busca do conhecimento para desmistificar preconceitos.

  26. Hoje te admiro imensamente mais.
    Deus deu essa missão a vocês: criar e educar anjos…
    Que Ele abençoe e proteja vocês abundantemente!!!
    Muita luz!!!
    Amo vocês!

  27. Parabéns meu Cunhado! É uma aprendizado diário, eles nos ensinam o amor mais do que aprendem! O amor é a base de tudo e vcs tem de sobra! Eles são sortudos de ter vc e Simone.

  28. Lindo texto! Li ele todinho sorrindo e lembrando do meu lindo.
    De fato, o contexto familiar, o reconhecimento da importância da relação entre família e escola, bem como a relação com os profissionais que acompanham a criança, são cruciais para o melhor desenvolvimento dela. Você e sua esposa são pais incríveis! Aprendi muito com vocês e com vosso filho. Parabéns!

  29. Meu caro amigo, fenomenal a sabedoria de essas palavras, elas trazem emoção, encantamento e inspiração para qualquer leitor, como melhor seria o mundo se existissem mais e mais pessoas assim, que sabe usar determinada situação como oportunidade para explorar o de melhor que nela há.
    Que super pai, parabéns pela excelência seus filhos devem ser apaixonados por você, não tenho dúvida.

  30. Quanta generosidade em compartilhar a história da sua linda família.
    Como você disse no início do texto, o amor não enxerga diferenças.
    E o que atrapalha o ser humano é achar que precisamos ser iguais.
    Felizmente somos seres individuais diferentes com nossas particularidades.
    Quando olhamos o outro com o olhar do amor não percebemos diferenças.
    Eu sou uma professora “especial”
    Porque compartilho aprendizado com meus alunos sem rótulos.
    Parabéns pelo texto.

  31. Professor Kleber, sempre quando alguém me fala de trabalho com filhos, lembro de vc e falo que nunca vi, e nem ouvir vc reclamando de nada, muito pelo contrário, sempre vivendo com seus filhos brincando como se fosse na mesma idade, um exemplo de superação, Parabéns professor Kleber que Deus continue renovando as tuas forças sempre!

  32. Excelente texto. Esclarecedor, inspirador e principalmente exalando amor! Parabéns pelo relato e coragem de explicar que somos todos iguais mas devemos tratar os desiguais, na medida de suas desigualdades.

  33. Que lindo, não sou pai ainda mas esse seu amor e dedicação nos inspira muito. Você emana muita luz e se o propósito de Deus foi te dar esses três filhos lindos é pq Ele sabia que você cumpriria seu papel com maestria.
    Parabéns pelo texto explicativo e que você continue escrevendo mais relatos e ajudando outras pessoas.
    Aguardarei ansioso o próximo texto.

  34. Excelente depoimento, que belas palavras e que belo exemplo de amor! ❣️❣️❣️❣️. Orgulho de te ter como amigo que você sirva de exemplo para muitas pessoas.

  35. Que lindo depoimento!!! É muito lindo saber que meu amigo é um pai excepcional!!! Que sabe que a paternidade e maternidade precisam ser vividas com intensidade e muita entrega!!!

  36. Vc é uma pessoa impar kleber, não foi atoa que recebeu a “missão “, um super educador, sou fã de seu trabalho, como pai e professor…o mundo precisa de mais pessoas como você, de luz e de paixão pelo que faz!

  37. Um texto de utilidade pública com protagonismo, lugar de fala e muitas pitadas de afetividade! Conhecimento sempre nos liberta e este texto oportuniza a todos nós a possibilidade de aprofundar o entendimento não apenas sobre o autismo, mas sobre o papel de mãe é pai ser muito menos que ensinar e muito mais a aprender. Escrita potente e carregada de amor, parabéns Kleber!

  38. Que texto lindo, comovente! E vindo de alguém que entende do assunto porque não só pesquisou, mas vivencia uma experiência dessa, uma relação de amor entre pai e filho, torna o texto mais rico, delicado e emocionante. Obrigada por compartilhar essa experiência. Parabéns!

  39. Kleber Monteiro amei seu texto! Deus te concedeu esta tarefa por que sabia que você seria capaz de desenvolvê-la com maestria. Parabéns por esta força, sabedoria e amor… Não é pra qualquer um! Só para GENTE ESPECIAL PARA DEUS! Você é muito especial por isso foi escolhido para a ser pai destes anjos. Desenvolva cada dia mais sua missão pq a Vitória será linda! Parabéns meu primo e tudo que aqui falei se estende à sua esposa e parceira! Bjo no coração!

  40. Meu amigo é eterno professor Kleber!

    É notório é ímpar o amor é cuidado que tens com seus “guris”, me emocionou muito ler esse artigo. Peço licença pra contar que tenho um afilhado com PC (paralisia cerebral infantil em função de um nascimento prematuro) e aprendo cada dia uma coisa nova com ele. Certo dia cheguei em casa cansado do trabalho, ele me olhou e disse: “eu não fui batizado e escolhi Vandete (minha tia) para ser minha madrinha, queria que você fosse meu padrinho, João”. Recebi aquele recado com lágrimas de alegria pois Pedro é um menino doce, amável, estudioso, dedicado, nunca esqueci de páginas que sigo sobre a Paralisia onde batem na tecla de que “diagnóstico não é destino”, pois Pedro estuda no Anchieta, tira boas notas, tem sias limitações físicas e fonéticas mas é um exímio exemplo de superação! Perdão pela delonga mas sempre gosto de enfatizar o progresso do garotão, sou muito orgulhoso dele! Um abraço, meu amigo! Você é um exemplo de dignidade, amor e afeto, um verdadeiro “paizão da zorra!”.

  41. Meu querido amigo o texto está maravilhoso vejo em você um grande exemplo de pai sei também que tudo ficou mais fácil por amor desejo a vocês muita saúde paz e proteção

  42. Por favor se delongue sim! Palavras importantes com muita sabedoria e amor. Espetacular a frase “Diagnóstico não é Destino”. É bem por aí, quem foi que disse que esses seres maravilhosos estão fadados às limitações. Prefiro imaginar que eles exemplos perenes de superação!

  43. Parabéns por ser amor e emanar aos seus anjos de luz que são a fortaleza da sua vida!
    As suas palavras demarcam e tenho certeza que abre os olhos de muita gente, principalmente as que precisam vê o mundo e/ou as “dificuldades” com amor.

  44. Lindo relato meu querido, não só pela forma educativa como foi redigida, mas principalmente, pela transparência de sentimentos, pela entrega ao se propor falar de um assunto tão sério e complexo. Fico muito feliz a observar que o melhor remédio já está sendo dado aos seu filhos em doses cavalares… Amor. Força nessa jornada e que você continue cada dia mais inspirado pelo amor dos seu filhos e da sua esposa. Abraço meu irmão.

  45. Keu
    Que lindo relato, sei de td esse percurso junto c minha amiga, fico imensamente emocionada c a trajetória evolutiva dessas grandes crianças q amo demais. Um abraço em tds.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here