Secretaria de Educação da Bahia quer completar 1400 aposentadorias até final de dezembro

0
166

A Secretaria de Educação da Bahia deve completar 1400 aposentadorias de professores e outros servidores ligados a pasta até o final de dezembro desde ano. São cerca de 300 pedidos por mês, segundo informações do secretário Jerônimo Rodrigues.

“Esse ano a nossa meta era sair com 1300, 1400 aposentadorias. Acho que vai dar tempo, porque está tudo pronto, engajado”, disse, informando que faltam cerca de 600 para atingir a meta.

Conforme o secretário, são quase 40 mil professores na rede e o governo toma o cuidado de não aposentar no meio do ano se for uma área difícil para encontrar substituto. Além disso, outros fatores que incentivam o acumulo de aposentadoria para o final do ano é que o sistema de Recursos Humanos (RH) ainda não é totalmente digitalizado e muitas vezes os servidores não têm toda a documentação necessária.

Orçamento das universidades

Quanto ao orçamento das universidades estaduais da Bahia, o secretário Jerônimo disse ao Acorda Cidade que já foi disponibilizado pela Secretaria da Fazenda e será decidida a melhor maneira de aproveitar os recursos disponibilizados. “Já em janeiro sentarmos com os reitores para vermos um planejamento de como vai ser a disposição do recurso, para fazermos orçamento”, afirmou.

O secretário explicou que há uma dificuldade na execução das obras relacionada ao fato de as universidades terem limite por mês de até R$ 400 mil para obras, se for acima o recurso tem que passar pela secretaria.

Ainda assim, ele está otimista com os avanços para 2020 e entre as boas notícias destaca a inauguração de laboratórios na Universidade Estadual de Feira de Santana, prevista para início de 2020; e parceria com as universidades voltada para educação básica, com formação continuada de professores, capacitação de professores e novos cursos.

60 escolas novas

O secretário também informou que o governo pretende construir 60 novas escolas no estado até 2022; convocar os aprovados no concurso de 2018 e fortalecemos o sistema estadual de avaliação, em parceria com os municípios, para melhorar nos índices de avaliação.
Fonte: Acorda Cidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here