Com fumaça espalhada por Mucugê, moradores revelam preocupação com incêndio em vegetação: ‘próximo da cidade’

0
26

O incendio que antinge a Chapada Diamantina se espalhou em maior proporção no final da tarde e noite desta quinta-feira (8), na região da cidade de Mucugê, segundo moradores.

A enfermeira Priscila Ruvenal, que mora no município há 4 anos, diz que já viu incêndios na região, mas que este tem sido pior.

“Já consigo ver o foco bem próximo da cidade, da minha varanda eu vejo. No final da tarde tomou proporção grande. Nosso medo maior é à noite. Não moro no centro, mas minha casa é na cidade. Aqui [Mucugê] costuma ter incêndios, mas não de forma tão exacerbada e próxima da cidade”, disse.

“Os brigadistas que estão por aqui contam que há mais de 40 anos esse lado a cidade não tem esse tipo de incêndio”.

Os focos também atingem a cidade de Andarai e as regiões mais devastadas pelo fogo são Capa Bode, Parque Nacional da Chapada Diamantina e Parque Municipal de Andaraí, áreas de proteção ambiental. Equipes do Corpo de Bombeiros, brigadistas voluntários e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) atuam no combate as chamas na Chapada Diamantina.

Além disso, nesta quinta-feira, dois aviões e mais equipes do Corpo de Bombeiros foram enviadas para combate ao incêndio. O publicitário João Pedro Borba, que mora em Salvador, mas visita Mucugê pela primeira vez, também revelou  preocupação com a propagação das chamas.

“Cheguei na quarta-feira [7] e já estava pegando fogo. Na pista [estrada] a gente já via fumaça, mas da cidade ainda não via o fogo. Hoje a gente já viu algumas chamas, o fogo vindo por trás das montanhas. À noite eu já não vi tanto as chamas, mas a cidade está cheia de fumaça, fuligem”, conta.

Vitor Mendonça, que é recepcionista de uma pousada da cidade e que mora no local, conta que os moradores estão muito preocupados e destaca que as chamas maiores podem ser vistas de um hotel que fica entre cinco e sete quilômetros do centro de Mucugê.

“Lá do Alpina [hotel] sei que as pessoas estão vendo as chamas, aqui temos muita fumaça e conseguimos ver a claridade delas [chamas]. Está todo mundo tentando manter a calma, mas as pessoas estão preocupadas porque as chamas estão se aproximando. Acontece muita queimada aqui na Chapada, mas acredito que desta vez está pior, está mais quente e mais difícil para combater esse incêndio”, conta.

De acordo com o Climatempo, a previsão para sexta-feira (9) é de sol em Mucugê, com temperatura máxima de 33ºC. A mínima será de 17ºC.

Ajuda

Diante do incêndio, Priscila e alguns moradores de Mucugê resolveram se unir para colaborar com o trabalho de brigadistas que atuam no combate ao incêndio.

“Estamos arrecadando comida e água para levar para os brigadistas. As pessoas estão se mobilizando. Usamos um carro do ICMBio para levar os mantimentos, mas a população também está emprestando seus carros”, conta.

Segundo Priscila, nesta quinta-feira, ela e outros voluntários foram ao local onde os brigadistas atuam junto ao Corpo de Bombeiros para deixar água e comida para eles.

“Quando fomos lá hoje vimos o calor que está lá, uns 38ºC ou mais. Os brigadistas acabam ficando no sol mesmo durante o revezamento, então conseguimos toldos para que eles tenham uma sombra para ficar. Tem gente lá que já está há 48 horas atuando”, revela.

A enfermeira conta que as ações voluntárias se intensificaram nesta quinta-feira e a população espera poder ajudar os bombeiros e brigadistas que estão no local.

“As ações voluntárias começaram com força, principalmente das pessoas da cidade. A gente está mobilizando em grupos de WhatsApp que estejam afim de ajudar. Precisamos ajudar quem está lá combatendo essas chamas, eles ajudam até a sinalizar a pista [estrada] para evitar acidente por causa da fumaça, então precisamos estar todo unidos nesse momento”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here