Guto Ferreira desabafa: dificuldade na luta contra o rebaixamento e comenta arbitragem

0
61

Após o empate com o Cuiabá, que deixou o Bahia na zona de rebaixamentoGuto Ferreira comentou sobre o momento complicado que a equipe passa. O técnico manteve o otimismo e prometeu lutar até o fim para deixar o Tricolor na Série A.

“Tem que acreditar sempre. Não falamos que iria ser fácil. Está sendo bastante difícil, mas a gente segue acreditando. Cabe ao torcedor acreditar ou não, é a opção que ele tem. Cabe à gente acreditar ou não e estamos acreditando. Vamos até a última gota de suor, de sangue para fazer o resultado acontecer”, disse.

Ele apontou a maior dificuldade do time nos últimos jogos. “Está mais ligado à ansiedade do que qualquer outra coisa. A equipe tem lutado bastante e esbarrado nas equipes que jogam fechadas contra a gente”.

E valorizou o adversário. “O Cuiabá é o time que menos perdeu fora de casa, só perdeu dois jogos fora de casa. É muito difícil bater o Cuiabá. Só perdeu para Ceará e Corinthians”.

Sobre a ausência de Índio Ramírez, que não saiu do banco de reservas, o treinador voltou a justificar que o colombiano ainda não está na sua melhor forma. “Temos o Índio voltando de quase um ano parado. Não é o Índio de 2020, que teve no seu melhor momento quando se machucou. Se tivesse, ele tinha desequilibrado nas partidas em que entrou. Então, estamos na esperança, mas isso é progressivo. Não podemos cobrá-lo, esperando que ele resolva, pois ainda não está em condições. Se estivesse, eu seria o primeiro a colocá-lo em campo”.

Por fim, perguntado sobre as polêmicas da arbitragem, que anulou dois gols duvidosos do Cuiabá, Guto não viu erros e afirmou que foram lances diferentes dos da derrota do Bahia para o Flamengo, quando o Tricolor reclamou bastante das marcações. “Não vi nenhum dos dois (lances). No primeiro, o VAR anulou. No segundo, o árbitro matou no peito, de cara. Se a interpretação dele foi essa, o que vou dizer? O que reclamei (contra o Flamengo) foi o árbitro dar uma coisa e contrariar a imagem. Hoje ele não contrariou a imagem. Não teve nada a ver com a interpretação do jogo do Flamengo, que o VAR interpretou de um jeito e o árbitro de outro”.

Fonte:Bnews

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here