Pedido cancelado por cliente pode gerar prejuízos para pequenos negócios; veja dicas para evitar o problema

0
44

A história de uma família mexicana que teve um prejuízo de 12 mil pesos (cerca de R$ 3 mil), após um cliente encomendar 1500 maçãs do amor e cancelar o pedido com tudo já pronto, viralizou nas redes sociais.

No México, a história teve final feliz justamente com a ajuda das redes sociais, após o comerciante fazer um post no Facebook contando sua história. Foram os internautas quem ajudaram a família a cobrir o prejuízo da desistência.

Segundo Cesar Rissete, gerente de Competitividade do Sebrae, esse risco sempre existe em pequenos negócios, mas há algumas formas de reduzi-lo, principalmente quando a encomenda for muito grande. Confira as dicas do especialista:

Faça um cadastro do cliente: pegue os dados do cliente, solicite uma documentação. Pode ser algo simples, até para não gerar muitos obstáculos pra venda, mas é preciso ter o mínimo de informações.

Pesquise: hoje se fala muito em reputação e é fácil buscar algumas informações na internet. Isso vale tanto para compradores como pessoa física ou pessoa jurídica. Claro, que buscar empresas é mais fácil, mas dá para avaliar a reputação de pessoas físicas em muitos sites e e-commerces também.

Cobre um adiantamento: é a melhor garantia, já que dificilmente alguém vai pagar uma quantia e perder esse dinheiro em caso de desistência. Pra quem acha que pode ser um impedidor de venda, vale pensar que é melhor não fechar um pedido do que ter prejuízo com uma possível desistência.

Faça um contrato: hoje existem ferramentas virtuais que cobram uma taxa e fazem contratos, assinatura digital e até garantem o valor do prejuízo para o empreendedor, caso seja necessário.

Venda com cautela: uma prática adotada por algumas empresas é não aceitar uma encomenda muito grande na primeira compra. Isso dá tempo para conhecer mais seu cliente. É claro que essa ação pode restringir alguma venda, mas dependendo da quantidade e valor, pode ser uma ação cautelosa.

Não tenha só um cliente: em alguns setores, isso pode ser comum, mas não é saudável para a empresa. Busque mais clientes e diversifique sua renda.

Pra quem, mesmo tomando todos os cuidados, tiver um problema como o do mexicano e suas maçãs do amor, Rissete explica que é possível buscar ajuda jurídica.

“O comerciante que foi lesado pode levar a situação direto pra um juizado especial de pequena causa ou buscar mecanismos de conciliação que, dependendo do tamanho da empresa, não tem custos para o dono do negócio”, explica o especialista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here