Modelos de negócios: startups e empresas de sucesso

0
36

Startup é toda a empresa mais recente que segue o modelo de negócios que pode ser repetido e colocado em larga escala, através da busca por solução que pode se desenvolver. Ainda assim, a startup não serve somente para negócios digitais, uma vez que é fundamental ter sempre inovações para que seja classificada como uma empresa que é considerada mais tradicional. Algumas pessoas defendem que uma startup se trata de uma empresa inovadora que possui custos de manutenção bastante baixos, ainda que possa crescer de modo rápido e ter lucros cada vez maiores.

Veja bem, o modelo de negócios, diferentemente de um plano de negócios, tem como principal foco a estratégia minuciosa para obter melhores resultados. Em um modelo de negócios, o principal objetivo não é o produto e sim focar em se é rentável. O modelo de negócios deve sanar a dúvida de qual maneira o negócio em si pode solucionar o problema do cliente de um modo lucrativo.

O modelo de negócios pode proporcionar uma visão mais completa de cada um dos processos da organização de determinada empresa ao estabelecer uma estimativa de valor para cada empreendimento. Por meio da criação de um método, cada empresário pode criar maneiras de trabalhar e usar a criatividade com o intuito de melhorar o seu negócio.

Como criar um TCC sobre startup é uma dúvida que muitos estudantes possuem uma vez que tem dificuldades em definir o que é uma startup nem mesmo tem a noção de quais são as ideias de startup. Alguns exemplos de startups brasileiras se encaixam em tipos de empresas que trabalham em um mercado que possui grande risco e que estão na busca contínua por investimentos externos. Desse modo, essas empresas têm a possibilidade de potencializar o seu crescimento através do desenvolvimento de soluções de um jeito cada vez mais lucrativo.

Definição de startups

Diferentemente das pequenas e micro empresas, as startups procuram investimentos financeiros essencialmente. Acima de tudo, as startups, de modo geral, dependem de recursos de investidores anjos ou de empresas de capital de risco, durante o tempo em que as empresas que se encaixam no modelo tradicional dispõem de empréstimos ou de doações.

As startups podem ser divididas nas mais variadas maneiras, e se caracterizam entre quais são os tipos de negócio ou quais são nichos de atuação. Já sobre os tipos de negócio é possível destacar:

    • B2B: negócios para negócios, é o tipo de startup que consegue atender as outras empresas e não o consumidor final de modo direto.
    • B2C: negócios para consumidores, esse tipo de startup consegue fornecer o serviço para o consumidor final.
  • B2B2C: negócios para as empresas para consumidores, é o tipo de startup que no momento em que uma empresa pode realizar negócios com outra empresa tem como principal objetivo a venda destinada ao cliente final.

Alguns exemplos de startup podem auxiliar a montar esse modelo de negócio mais inovador e que está relacionado com a tecnologia. Pois bem, ao começar pela compreensão dos modelos de empresas que são inovadoras e que estão em alta.

É válido ressaltar que é essencial que uma startup tenha uma proposta que ainda não foi testada no mercado e que, por sua vez, não é possível saber se poderá dar certo. Por outro lado, uma empresa de inovação que já consolidou o seu próprio modelo de negócios não possui mais a denominação de startup.

De modo geral, o termo startup consiste em uma empresa que está na sua fase de desenvolvimento  e  tem como base três características essenciais:

    • Inovação: A inovação é a capacidade que a empresa possui de sugerir novas soluções que são únicas e exclusivas para certo tipo de problema. É imprescindível que cada startup veja o mundo de um modo diferente e ofereça os produtos que permitam a revolução ou a criação de mercados novos.
    • Escalabilidade: A escalabilidade é a característica de uma startup que permite o seu  crescimento sem que haja o aumento dos seus custos, de forma proporcional. É a capacidade que cada empresa é dona por meio do aumento do seu faturamento bem maior do que os seus gastos, e, em especial, como o custo de seus funcionários e as suas matérias-primas.
    • Flexibilidade: A flexibilidade demonstra a capacidade de agir tanto internamente quanto externamente. Veja bem, toda startup necessita de organização para que os processos ocorram de modo dinâmico, ao tomar as decisões com agilidade e através de testes com as possibilidades existentes. O modelo de empresa startup deve se adequar à demanda do mercado e melhorar sempre o seu jeito de trabalhar.

Startups no Brasil

As startups no Brasil surgiram na segunda metade do século em que vivemos e seguiu os passos das tendências americanas, uma vez que a maior parte das empresas está focada na área da tecnologia. O cenário brasileiro de startups surpreende com o passar do tempo. Uma vez que os investidores já se deram conta que é interessante explorar o mercado nacional.

Apesar da burocracia e do custo de investir no Brasil, as mais diversas empresas e investidores encontram grandes oportunidades para montar o seu negócio. Para isso, algumas dicas para melhorar o cálculo podem ajudar. Acima de tudo, para auxiliar no empreendedorismo, ter conhecimento de contabilidade é fundamental para gerir tanto um business bem como um projeto de uma startup nova.

A apresentação de um novo negócio promissor deve ser bastante convidativa,uma vez que , a partir de um olhar externo, precisa parecer uma oportunidade fácil de ganhar dinheiro ao apostar em algum produto que o investidor acredita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here