Confira hábitos e dicas de especialistas para combate ao câncer de próstata

0
174

Segundo os especialistas, é preciso ter um acompanhamento médico regular e uma alimentação balanceada

O mês de novembro é dedicado à saúde masculina, mais especialmente ao câncer de próstata, doença que atinge milhões de pessoas ao redor do mundo. Diante desse cenário, o BNews ouviu especialistas na área com o intuito de entender quais hábitos e ações podem ser feitas para que a doença possa ser diagnosticada de forma precoce ou até mesmo seja evitada. 

O nutricionista oncológico Matheus Passos, da AMO, destacou que alimentação é fundamental para a manutenção do estado da saúde e que por isso deve ser observada independentemente da presença ou não do câncer. “Primeiro é necessário entender que o câncer, de uma forma geral, possui causa multifatorial. A alimentação saudável é indispensável para a manutenção do estado de saúde da população, mas atualmente existe um terrorismo nutricional que precisa ser combatido. Em linhas gerais, as recomendações observadas na literatura indicam que as pessoas tenham bons hábitos alimentares, se beneficiando da ingestão de frutas e vegetais, assim como também de cereais e leguminosas, sem esquecer das fontes de proteína, que podem ser obtidas a partir de alimentos de origem animal ou até mesmo vegetal.

Em resumo, é basicamente comer arroz, feijão, frango, peixe, carne vermelha em menor quantidade na semana, evitar carnes processadas, consumir mais frutas e vegetais, além de poder se permitir sair desse padrão em momentos oportunos e que faça sentido dentro de um contexto saudável e prazeroso”, pontuou.

O profissional ainda salientou que é importante cuidar da alimentação desde a infância porque esse indivíduo será um idoso amanhã, portanto a alimentação pode contribuir para que se tenha uma melhor qualidade de vida em uma idade mais avançada.

Passos também comentou a respeito de pacientes que estejam em tratamento de câncer de próstata terem a necessidade de passar a utilizar uma dieta especial. Segundo ele, cada caso precisa ser analisado de forma individual e que em alguns casos é importante evitar o uso de alguns chás ou misturas contendo alguns fitoterápicos. O nutricionista chamou a atenção para o quesito hidratação que muitos esquecem de ingerir água, mas que atualmente há recursos tecnológicos os quais auxiliam às pessoas a se hidratarem.

Já no quesito mais clínico, a reportagem conversou com o urologista e coordenador de urologia do Hospital da Bahia, Juarez Andrade. O médico chamou atenção para que os homens procurem um urologista desde a infância e no início da puberdade a fim de que se possam analisar aspectos gerais. De forma anual ele recomendou aos homens acima dos 50 anos ou a partir dos 45 para quem tiver histórico na família.

Andrade chamou atenção das tecnologias empregadas pela medicina no quesito diagnóstico e em relação ao tratamento o advento da cirurgia robótica. “Em relação ao diagnóstico os grandes avanços foram o advento do PSA e, mais recentemente a ressonância magnética da próstata. Já em relação ao tratamento, a cirurgia robótica se traduziu numa expressiva evolução, pois tornou o procedimento cirúrgico menos invasivo, com melhores resultados, tanto no que se refere à cura da doença, como também aos índices de manutenção do perfeito controle da urina e da qualidade da ereção. Evoluímos também na seleção dos pacientes que tem doença com necessidade efetiva de tratamento e aprendemos que alguns tem problemas pouco agressivos, que deverão apenas ser observados”.

O especialista frisou que o toque retal e o exame de PSA continuam sendo imprescindíveis para o diagnóstico do câncer da próstata, mas exames como a ressonância magnética e PET-CT tem crescido bastante e auxiliado no rastreamento.

Para concluir, Juarez disse ser de extrema importância pensar na saúde masculina de uma forma geral adotando hábitos como alimentação balanceada, combate ao sedentarismo, controle cardiovascular. “É preciso se manter bem fisicamente, fazer exames de rotina e, assim, promover uma expressiva melhora na qualidade de vida”, explicou.

Fonte: bnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here