Mergulhadores encontram corpos de duas vítimas da queda de ponte nos EUA

0
83

Alejandro Hernández Fuentes, de 35 anos, e o guatemalteco Dorlian Ronial Castillo Cabrera, de 26 anos, estavam presos no interior de ‘uma caminhonete vermelha submersa’ a cerca 7,5 metros de profundidade

Mergulhadores dos Estados Unidos encontraram nesta quarta-feira (27) os corpos de dois trabalhadores, um mexicano, reconhecido como Alejandro Hernández Fuentes, de 35 anos, e o guatemalteco Dorlian Ronial Castillo Cabrera, de 26 anos. Eles eram duas das seis vítimas que foram dadas como mortos nas gélidas águas do porto de Baltimore após a queda de uma ponte. Os dois estavam presos no interior de “uma caminhonete vermelha submersa” a cerca 7,5 metros de profundidade, informou o coronel Roland Bulter, superintendente da polícia do estado de Maryland, em coletiva de imprensa. O sonar mostra que os veículos estão presos entre os escombros de aço e concreto da ponte Francis Scott Key.

Dois foram resgatados das águas do rio Patapsco momentos depois do colapso. Um ficou ileso e o outro recebeu alta do hospital nesta quarta, disse Butler. Tudo indica que os outros quatro trabalhadores desaparecidos estão mortos. Como não é seguro para os mergulhadores entrar no emaranhado de vigas e pilares destruídos, a polícia anunciou na coletiva de imprensa que haverá novas buscas pelos corpos restantes assim que os escombros forem removidos.

Um dos desaparecidos é Miguel Luna, pai de três filhos que saiu para trabalhar na segunda-feira à noite e não voltou para casa. É salvadorenho, confirmou a chanceler de El Salvador, Alexandra Hill, na rede social X. O MV Dali, um cargueiro com 300 metros de comprimento e bandeira de Singapura, seguia de Baltimore para Colombo, no Sri Lanka. O navio é operado pela companhia de navegação Synergy Group e havia sido fretado pela gigante dinamarquesa Maersk.

Segundo as autoridades portuárias de Singapura, o navio passou por duas inspeções em 2023 e, em junho, um medidor de monitoramento de pressão de combustível com defeito foi reparado. Com o acesso ao porto bloqueado pelos destroços da ponte, o transporte marítimo está “suspenso até novo aviso”. O presidente Joe Biden prometeu que a estrutura, inaugurada em 1977 e que leva o nome do autor da letra do hino nacional americano, seria reconstruída. reconstruir a ponte e gerenciar o tráfego rodoviário”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here