Influencer se revolta com deboche feito por Ratinho por causa de cabelo black power de dançarina

0
76

A influenciadora digital Sara Mara usou suas redes sociais para se pronunciar sobre o deboche feito pelo o apresentador Ratinho ao cabelo black power de uma de suas dançarinas de seu programa. 

O apresentador teve um comportamento racista ao dizer que o cabelo de Cintia era na verdade uma peruca e que havia encontrado um piolho nele. 

O vídeo, postado no Instagram nesta terça-feira (02), mostrou Sara revoltada. “Primeiramente, Cíntia, sinto muito, você tem que passar por isso, Nem uma mulher, principalmente a mulher preta, que tem esse tipo de cabelo, merece passar por um tratamento ridículo como esse, inclusive no local de trabalho.  Sinto muito você ter que tolerar um trabalho desse para conseguir o seu sustento, porque de graça, por hobby você não está!”, começou revoltada. 

A influencer também criticou Ratinho, dizendo que ele não se preocupa em perder o emprego e por isso não se atualiza. “Agora, deve ser muito bom estar na vida do Ratinho. Ser amigo do dono da emissora, você entra naquela faixa de mediocridade, que você não precisa se atualizar em nada, não precisa andar para frente em nada, deita no costume, só vai porque vai receber o dinheiro do mesmo jeito, não tem que provar, não tem que concorrer, não tem que ser bom, é só ser ele.”, comentou.  

“Soltar um balde de merda todo dia que está ótimo, o dinheiro vai cair na conta do mesmo jeito. Ter um programa ridículo que parou no tempo, que é do mesmo formato que era quando começou 20 anos depois e continua a mesma merda, só tem a piorar. Deve ser muito bom ser esse homem. Esse aqui dá a minha acorda sabendo que ele é inatingível, que ele está deitado na asa do dono da emissora que garante o dinheiro dele e sustenta a família dele”, continuou. 

Sara também reclamou do fato do apresentador ser uma pessoa velha, porém, não em questão de idade e sim de pessoa que parou no tempo e que não se atualiza. “Quando eu falo com vocês que gente velha dá trabalho, é disso que estou falando. Não é de idade, não, não de faixa etária de vida, não, é de velhice mesmo, sabe? No sentido mais grosso e mais pejorativo da palavra. O real significado daquilo que é velho, daquilo que não tem serventia, aquilo que passou a utilidade, que só serve para fins de encosto, não presta mais, para mim é isso aqui, é a definição desse homem na face da terra.”. 

“Não atualiza, não se preocupa, que se permite parar no tempo da antiguidade, onde é permitido tratar as pessoas de qualquer jeito. Queria eu encontrar com esse homem, puxar os grãos dele para ver se sai leite em pó, se sai poeira. Sabe onde deve ter piolho, Ratinho? Nos cabelos grisalhos da beirada do seu “toba”. Lá deve estar assim, lotado, bruteja, piolho, porque gente que faz questão de manter costume e comportamento desse como o seu, a essa altura do campeonato, enquanto a gente está indo, você está voltando. Você deveria estar ensinando a gente como se trata as pessoas com respeito, como se dá dignidade no trabalho de alguém e como, no mínimo, você pode deixar uma pessoa que trabalha em sua função em paz! Gente, está com o verme saindo pelos poros do corpo[dele].”, esbravejou. 

Cada vez mais revoltada, a influencer deixou claro que o comportamento de Ratinho não é polêmico e sim racista. “Daqui a pouco vem e fala: “É vem ela de novo”. Tem que falar mesmo, se a gente fala o tempo todo, esse povo com essa boca de caçapa, de gamela, insiste em deixar ela aberta e fala merda, imagina se a gente não fala. E outra coisa, vocês tem que parar com essa mania de falar que comportamento de Ratinho e afins gera polêmica, isso não é comportamento polêmico não. Comportamento polêmico é você enfiar o dedo no botão e cheirar ao vivo, isso sim é polêmico. Isso aqui é comportamento racista, ele passou no meio de várias mulheres e só na mulher de pele preta, com cabelo crespo, que ele teve a indecência de questionar se o cabelo era dela ou não. Deve ser que ela tirou da beira, do saco, depois colocou na cabeça e falou que viu um piolho.

“Para começar, não tinha que nem perguntar se o cabelo era dela ou não, se fosse peruca, ia mudar o que na vida dele? Porque não podem ver a gente em paz, que é a nossa característica, não pode ver a gente vivendo em paz, não pode ver a gente feliz com o nosso cabelo natural. Que você tem que colocar a língua de satanás para fora. E o satanás que me desculpa porque não é satanás não, isso aqui é puro prazer de ser criminoso mesmo. O povo tem maldade no corpo, veio com o couro já virado para coisa ruim.”, disse.

Ela ainda se revoltou com as pessoas que “passam pano” para o apresentador e que pensam que nem ele. “O tempo que o povo ficou orando para Deus curar os gays, deveriam mandar curar o racista, para ver se ameniza um pouco e dar um pouco de descanso para a gente. Eu não sei quem é pior, se é essa desgraça desse homem que mandou alguém puxar para conferir se o cabelo era da moça ou não, ou se é mulher que veio e puxou para ver se realmente era. Isso aqui é um assédio moral, gente, no trabalho, isso aqui é constrangimento, além de ser crime, crime de racismo, porque ele não fez isso com nenhuma das mulheres não. Por isso que eu falo com vocês, gente velha, inútil, dá trabalho.”. 

“A sorte desse homem é que ele não precisa se atualizar, ele não precisa se preocupar, porque o dono da emissora também é outro que nem ele. Isso aqui para essas pessoas passa batido, essa piadinha, que estão acostumados a fazer isso com a gente. Mas o que a gente viu, seu moço, o pessoal da sua laia pode aguardar o que é seu. E na hora que a conta chegar, não vai ter vela, não vai ter reza, não vai ter campanha, não vai ter oração que cure vocês!”, completou. 

Sara encerrou o seu desabafo dando um conselho para Ratinho. “Anota, só anota, se por acaso você for inteligente o suficiente para aceitar conselho, ao invés de ficar testando o cabelo dos outros para ver se é peruca ou não, vai descansar o tempo para melhorar esse programa seu, esse teste DNA que já passou da hora, esse programa passado medíocre. Você pode ter patrimônio, você pode ter bens, você pode estar melhor do que eu financeiramente, mas se tem uma coisa que você não tem, que seu dinheiro não pode comprar e você não faz questão de aprender nem de graça, é ser no mínimo sensato. Se melhore, moço, aproveite os privilégios que você tem e deixe de ser medíocre!”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here