Em noite de Thaciano, Bahia vence Atlético-MG e fica na série A

0
84

Sem Everaldo, Bahia volta a encontrar o caminho do gol e permanece na elite do futebol brasileiro

Pode respirar aliviado, torcedor tricolor. Com três zagueiros e sem Everaldo como referência no ataque, o Bahia demonstrou raça, vontade e determinação para superar o Atlético Mineiro por 4×1 na noite desta quarta-feira (6), em partida válida pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o triunfo diante da torcida na Arena Fonte, o Esquadrão de Aço permanece na elite do futebol brasileiro, com 44 pontos, na 16ª posição. 

Sem um centroavante fixo, a equipe tricolor teve mais criatividade ofensiva, e o destaque da partida foi o atacante Thaciano, com um gol e duas assistências para o Bahia. 

Primeiro Tempo 

O Bahia começou a partida pressionando a saída de bola da equipe mineira e abriu o placar logo cedo, antes dos 11 minutos do primeiro tempo, em roubada de bola no campo de ataque da equipe atleticana. Thaciano tocou para Cauly que, na entrada da área, não teve trabalho para colocar a bola no fundo das redes. 

O Esquadrão de Aço, porém, levou o empate ainda no primeiro tempo, aos 35 minutos, com gol do artilheiro do campeonato, o atacante Paulinho, em desatenção da equipe tricolor. 

Nos acréscimos do primeiro tempo, aos 51 minutos, após disputa de bola de Cauly e cruzamento de Thaciano, o atacante Luciano Juba marcou de cabeça, colocando a equipe tricolor novamente na frente do placar. 

No primeiro tempo, o resultado parcial do jogo do Santos, adversário direto do Bahia na briga contra o rebaixamento, era favorável ao Esquadrão. A equipe paulista perdia por 1×0 para o Fortaleza. 

Já o Vasco, outro time na luta contra a degola, vencia o Bragantino, também por 1×0. Com o triunfo, o tricolor permanecia na elite do futebol brasileiro, subindo para a 16ª posição. 

Segundo Tempo 

Na classificação dos rivais diretos contra o rebaixamento, o Santos conseguiu um gol de empate no duelo contra o Fortaleza aos 14 minutos, mas o resultado ainda era favorável para o Bahia, pois apesar do mesmo número de pontos, o tricolor de aço tinha uma vitória a mais na competição. 

Aos 19 minutos do segundo tempo, o outro concorrente direto do Bahia, o Vasco, sofreu o gol de empate do Bragantino. Com os resultados parciais, o Bahia poderia permanecer na série A, dependendo apenas de si. 

Aos 21 minutos do segundo tempo, após ter dado as duas assistências dos gols anteriores, Thaciano ampliou o placar para o Esquadrão de Aço. Com a vantagem, o Bahia cadenciou o jogo, mantendo a proposta de pressionar a saída da equipe atleticana e jogar em função do erro do adversário. 

Nos acréscimos do segundo tempo, Ademir decretou a goleada do Esquadrão sobre o Galo. Em jogada de contra ataque, partindo em velocidade, o atacante tricolor marcou o gol que sacramentou a permanência do Bahia. 

Mas a permanência na elite do futebol brasileiro veio minutos depois, quando o Fortaleza ampliou o placar e decretou o rebaixamento do Santos. 

Ficha Técnica 

Bahia 4×1 Atlético-MG – 38ª Rodada do Campeonato Brasileiro 

Estádio: Arena Fonte Nova 

Escalação do Bahia: Marcos Felipe, Kanu, David Duarte, Vitor Hugo, Gilberto, Acevedo (Lucas Mugni – Léo Cittadini), Rezende (Diego Rosa), Cauly, Biel (Ademir), Luciano Juba, Thaciano (Cicinho). Técnico: Rogério Ceni.

Escalação do Atlético-MG: Everson, Mariano, Igor Rabello, Jemerson, Guilherme Arana (Alisson), Otávio, Edenilson, Pavón (Alan Kardec), Igor Gomes (Rubens), Paulinho, Hulk. Técnico: Luiz Felipe Scolari. 

Gols: Bahia: Cauly, Luciano Juba, Thaciano e Ademir; Atlético-MG: Paulinho

Cartões Amarelos: Bahia: Vitor Hugo e Ademir;  Atlético-MG: Rubens, Paulinho 

Cartões Vermelhos: Nenhum

Fonte: bnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here