PF está em Salvador e na RMS para acabar com quadrilha de fraudes de aposentadoria

0
46

A PF cumpre mandados de busca e apreensão, prisão temporária e por condenação

Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (12) em Salvador, Camaçari e Dias D’Ávila, a Operação Zenon, para desarticular uma organização criminosa que fraudava benefícios de aposentadoria por invalidez. Estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão temporária e um mandado por condenação definitiva.

Conforme a PF, as investigações tiveram início há aproximadamente três meses, quando foi identificada a prática de concessão fraudulenta de diversos benefícios previdenciários por meio da inserção de dados falsos nos sistemas do INSS.

Foram identificados, até o momento, pelo menos 15 benefícios concedidos. Ainda conforme a PF, apesar da implementação dos benefícios fraudulentos, o setor de monitoramento do INSS conseguiu bloquear os pagamentos a tempo, não tendo havido saque das aposentadorias por invalidez.

“Todavia, mesmo após os bloqueios, os fraudadores entraram nos sistemas do INSS para solicitar o desbloqueio desses pagamentos, a maioria deles gerariam pagamento de valores retroativos que pagariam cerca de R$ 70 mil cada um”, informou o órgão por meio de nota.

Segundo os cálculos do Ministério da Previdência, caso os benefícios fraudulentos não tivessem sido bloqueados, o prejuízo causado poderia ter sido de R$ 76 milhões, considerando os valores retroativos que seriam pagos e os que seriam disponibilizados mensalmente, de forma vitalícia, a cada beneficiário ao

Os envolvidos responderão por diversos crimes, dentre eles Associação Criminosa, Inserção de dados falsos em sistemas de informações, estelionato previdenciário, modalidade tentada, com penas que, se somadas, podem chegar a mais de 15 anos de prisão.

Fonte: bnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here