Motorista de Porsche envolvido em acidente seguirá em prisão preventiva

0
49

Com impacto da batida, Porsche ficou completamente destruído

A Justiça decidiu que o motorista do Porsche que bateu a 260km/h em Belo Horizonte, em um acidente que terminou com a morte do carona, vai continuar preso. Ele teve a prisão em flagrante convertida para preventiva na terça-feira (12).

Rodrigo Rodrigues Andrade Chiatti dirigia o carro, que bateu em um poste e uma árvore, matando o passageiro e amigo do motorista, Cayke Pelegrino Tavares, de 32 anos. Ele foi arremessado para fora com o impacto da batida.

A juíza Juliana Miranda Pagano considerou a gravidade do caso e citou o fato do motorista estar embriagado no momento do acidente, com a habilitação cassada desde 2012 e dirigindo em alta velocidade.

“A conduta do autuado colocou em risco a integridade física dos demais usuários, transeuntes e motoristas da via pública, além de ter levado uma pessoa a óbito, o que também demonstra um patente desrespeito à vida alheia”, disse a magistrada.

O suspeito estava com a CNH cassada há mais de 10 anos após cometer infração grave ainda quando tinha apenas a Permissão Para Dirigir (PPD). Ele tinha sido preso por embriaguez ao volante, mas, horas depois, a Polícia Civil indiciou o homem por homicídio culposo, já que o passageiro morreu no acidente.

Fonte: bnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here