“Deveria ser como Nagasaki e Hiroshima”, declara deputado americano sobre conflito em Gaza

0
63

O deputado americano Tim Walberg, de 72 anos, afirmou durante um evento na Câmara Municipal de Dundee (Michigan, EUA), que a guerra em Gaza “deveria ser como Nagasaki e Hiroshima”, invocando os ataques atômicos da nação estadunidense ao Japão, em agosto de 1945, que puseram fim à Segunda Guerra Mundial, deixando mais de 200 mil mortos.

De acordo com o portal Huffington Post, o deputado, que é membro da Câmara dos Representantes, teria dito “acabe com isso rápido”, em resposta a uma pergunta feita por alguém na reunião sobre o envio de tropas dos EUA para Gaza. 

A assessoria de Walberg afirmou que a declaração era “apenas uma metáfora para apoiar a rápida eliminação do Hamas por Israel”. 

Ele tem grande empatia pelas pessoas inocentes em Gaza que foram colocadas nesta situação devido ao ataque realizado pelo Hamas que deixou 1.163 civis inocentes mortos”, declarou o assessor Mike Rorke.

Após a polêmica, o deputado publicou em seu perfil no X (antigo Twitter), uma explicação sobre sua fala, afirmando que a “intenção era exatamente oposta ao que tem sido divulgado”. 

“Quanto mais rápido essas guerras acabarem, menos vidas inocentes estarão na linha de fogo. Quanto antes o Hamas e a Rússia se renderem, mas fácil será para seguir em frente. O uso dessa metáfora, retirada de contexto, distorce a mensagem”, declarou Walberg. 

Desde o ataque do Hamas a um festival em Israel, em 7 de outubro, as Forças de Defesa Israelenses, com apoio dos EUA, têm-se envolvido numa campanha de bombardeamentos, que deslocou a maioria dos residentes de Gaza e matou mais de 30 mil deles, incluindo mulheres e crianças. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here